Comunicar erro
Porto Alegre, 29 de dezembro de 2006.

Acompanhando a ação marista
no continente africano

Manter missionários em países africanos já faz parte da história marista. No momento, os voluntários Gilson Oliveira e Rafaela Printes, que embarcam no dia 17/11, estão na cidade de Kuito, Angola. Serão dois anos em solo africano para realizar atividades voluntárias.

Preocupados em divulgar o trabalho realizado em Angola e sensibilizar novos missionários voluntários, o geólogo e fotógrafo Gilson manterá contato por meio do Portal Marista onde serão publicados textos e fotos com informações do continente africano.

Confira a primeia notícia, direto de Kuito:

Final do ano letivo em Angola

Diretor da escola marista, Ir. Odilmar Fachi com os alunos

As escolas maristas em Angola encerraram suas atividades letivas na primeira semana de dezembro. A abertura das inscrições para o próximo ano e os preparativos para a cerimônia de formatura dos finalistas dos cursos de formação de professores para o ensino de base, ensino de inglês/português e educação moral e cívica se iniciaram.

Os irmãos maristas, presentes em Angola há mais de 50 anos, são responsáveis pela educação de 2.000 alunos na Escola Marista Cristo Rei, na capital Luanda, e no Instituto Médio Normal de Ensino-Marista São José (IMNE-Marista), na cidade de Kuito, Província de Bié. A presença no país representa um papel importante num momento onde a oferta de professores é deficitária e a infra-estrutura escolar extremamente precária frente ao pais em reconstrução após 30 anos de guerra civil.

Para a maioria dos alunos poder frequentar a escola, principalmente depois de tantas dificuldades, e chegar ao final do curso tem um sabor especial, um sabor de vitória. O aluno Eliseu Cassinda é um dos exemplos dos 97 finalistas do IMNE-Marista, que aos 22 anos de idade em 1998, fugindo do conflito armado no município de Kuninga junto com um grupo de refugiados, caminhou mais de 30 km pela mata com seus pais e cinco irmãos abrigando-se em Kuito na Escola Marista, “ foi um período difícil, minha família não tinha como se sustentar, mas meu pai me incentivou a estudar, os irmãos maristas me receberam, fui o último a se matricular, lembro bem, foi às 11h40min e nunca fui reprovado e nunca fui a recurso (prova de recuperação)”, comenta Eliseu emocionado.

O IMNE-Marista também oferece curso de informática e no próximo ano será inaugurado um laboratório de química e biologia, possibilitando assim uma maior qualidade no ensino dessas disciplinas. Além do ensino normal, o IMNE-Marista desenvolve um projeto de formação a distância para professores em exercício em diversas cidades da Província de Bié, oferecendo aos professores uma atualização dos conteúdos básicos para seu desempenho profissional, qualificando a atividade educacional nesta província.


Comentários (3)

Comente
Pawtti
28/07/2009 17:32:51

É, 1º comentário ;@

Adelaide Alexandre
19/09/2010 07:32:16

Uma vez marista marista para sempre. O imne marista e uma das instituixoes onde a pedagogia de ensino e exigente e muito eficax. Parabenizo a todos os professores e alunos porque tambem fui uma marista e a educaxao q obtive de la me serve para onde quer q eu va...
Com muito amor e carinho deixo um abraxo para todos os professores do imne maristas em Luanda dos quais a prof Ana Antonia, Antonica Carlos, Chimuco, Pinguim, Irmao Adriano, Irmao Jesus, Amadeu Teofilo e inclusive aos meus amigos:Adriana, Irene, Fatima, Ezequiel, Aida, Arialdo, Euritce entre outros....fui

N.A.E.M
03/03/2011 16:35:15

Nós os Maristas estamos no topo.
N.A.E.M significa Núcleo da Associção dos Ex-estudantes Maristas. Nosso objectivo é manter o maior número possível de pessoas marcadas por fazer parte da família Marista pois é isso que nós somos e tudo graças ao serviço empreendido pelos Irmãos Maristas. Parabens.

Joelson Marcos D.G 2011